PROATIVIDADE – QUANTO CUSTA ANDAR NA HORA CERTA?

tarde

“genérica” vendida como original. Eu começaria uma palestra dali a alguns minutos. Notei que os prazos eram muito apertados, além da palestra eu também conduziria uma importante atividade com a plateia. Tudo isso numa tarde quente e promissora.

Um atraso da minha parte, seria o mesmo que derrubar um castelo de cartas com a última carta, afinal, eu versava sobre gestão do tempo e planejamento. Olhei o relógio do auditório. Também parado. Pedi ajuda a quem o contratante designara para me apoiar. Mal sabia eu que no dicionário do rapaz, apoio não significava ajuda.

 

Faltam cinco minutos para eu entrar em cena. Socorro! Eu preciso de um relógio.

Séculos se passaram até que surgisse uma ideia. Abri meu “pointer” de slides (aquele controle que todo palestrante que se preza tem nas mãos) tirei as pilhas, subi numa cadeira incerta e coloquei no preguiçoso relógio de parede daquela imensa sala. Perdi um pouco de dinâmica e agilidade sem o controle, mas ganhei em segurança e respeito ao tempo dos Clientes.

Meu Cliente corou. Primeiro de vergonha, pois a solução deveria ter vindo do “competente” ajudante que ele pagara para estar comigo. Depois, de alegria pelo sucesso e pontualidade (coisa rara!) do evento.

“Tem coisas que só a proatividade faz por você”Resolver é a principal delas.

P.S.: A frase original, de excelente sonoridade e genial apelo publicitário é da marca PHILCO, veiculada em seus comerciais na década de 90.

Be Sociable, Share!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *